E se o Siscoserv der pau?

Os sistemas do Governo Federal, e em particular do comércio exterior, têm migrado para a plataforma web, aproveitando-se da segurança oferecida pela certificação digital e da amplitude de acesso da internet.

Apesar da sofisticação cada vez maior destes sistemas, a legislação aduaneira estabelece procedimentos de contingência na impossibilidade de acesso ao Siscomex, devidamente reconhecida pela autoridade aduaneira local.

Tais regras emergenciais são, ademais do reconhecimento de que sistemas informáticos podem apresentar problemas das mais variadas causas, um direito do contribuinte que pretende ou executa operações de importação ou exportação que, em quase sua totalidade, necessitam da utilização do Siscomex.

Este direito é de natureza não apenas tributária, de sorte que o Estado não pode impedir o contribuinte de cumprir suas obrigações fiscais, principais e acessórias, mas também de evitar danos materiais e até morais ao contribuinte importador, que poderá arcar com despesas adicionais por ter sido impossibilitado de registrar suas declarações ou de um contrato de exportação rompido devido ao desgaste causado por um atraso no embarque por conta de falhas no sistema.

Tais previsões de contingenciamento no caso de falhas do sistema não estão previstas na legislação do Siscoserv.

É certo que a Lei que criou a obrigatoriedade de informar as operações de intangíveis foi, na origem, com o objetivo de criar uma base de informações para a formulação de políticas voltadas à substituição de serviços e seus consequentes mecanismos de financiamento porém, no decorrer da sua implementação, a voracidade do Estado brasileiro viu no Siscoserv uma fonte de receita que, potencialmente, é superior às transações com o comércio exterior de mercadorias que representam, historicamente, 1{0574a7540ede1197f497c1d4f366472483bec18f949eee3225b830bb5536e983} da arrecadação total tendo nos últimos anos alcançado o percentual em torno de 5{0574a7540ede1197f497c1d4f366472483bec18f949eee3225b830bb5536e983}, resultado do volume de importações e da aplicação mais contundente de multas.

Se a Receita Federal fosse uma empresa e o comércio exterior fosse um produto, a divisão aduana teria de ser fechada porque daria prejuízo: gasta mais do que arrecada.

Enquanto o Imposto de Renda incide na fonte e é ajustado por milhares de contribuintes pela internet sendo a fiscalização por parametrização (malha fina) para um pequeno percentual dos contribuintes, a aduana necessita de áreas complexas, com várias autoridades, garantias e cautelas e profissionais especializados no cipoal que é a regulamentação aduaneira nacional.

Esta voracidade arrecadatória aliada a uma prática aduaneira fiscalista (não obstante a Constituição Federal e a missão da Receita Federal estabeleçam que  o direito tutelado pela aduana brasileira é a proteção da sociedade, não o tributo), visando que o “produto” comércio exterior dê “lucro”, levou à Receita Federal a enxergar na importação e na exportação de serviços a fórmula mágica para que as contas dos serviços compensem as contas das mercadorias.

Criaram-se assim as multas para quem não informa ou informa de maneira equivocada as operações de importação e exportação de intangíveis, incluindo serviços e variações sem definição.

O Siscoserv, de simples sistema de política comercial de serviços, tornou-se obrigação acessória.

O sistema jurídico brasileiro adota o mesmo princípio da constituição norte-americana para a criação de obrigações tributárias: “ There is no taxation without representation”.

Não há tributos sem representação (política), ou seja, não há obrigação tributária sem que haja uma Lei devidamente aprovada pelo Congresso Nacional.

As multas do Siscoserv foram criadas com amparo legal frágil, porque não específico e certamente serão objeto de contestação junto ao Judiciário como o foi a base de cálculo da PIS\COFINS-Importação e do IPI-Faturamento sobre a revenda no mercado doméstico de mercadorias importadas.

Não bastassem a fragilidade do amparo legal das multas, as lacunas normativas abertas por terem transformado o Siscoserv em obrigação tributária, não houve previsão de contingenciamento para a impossibilidade de acesso ao sistema informatizado, como há no Siscomex.

Quem acessa diretamente o sistema pela internet sabe que, na última semana do mês, quando vencem os prazos de registro das operações, o sistema têm apresentado problemas de lentidão e inconsistência nos registros, não admitidos pela autoridade gestora e, portanto, inexistentes, para efeito de eventual contestação de atraso no registro.

Autor: Claudio César Soares, 52, é Diretor Executivo da Rede Dr. Comex.

Consulta

Imposto de Importação – Tributação Simplificada

Art. 99.  O regime de tributação simplificada é o que permite a classificação genérica, para fins de despacho de importação, de bens integrantes de remessa postal internacional, mediante a aplicação de alíquotas diferenciadas do imposto de importação, e isenção do imposto sobre produtos industrializados, da contribuição para o PIS/PASEP-Importação e da COFINS-Importação.

Parágrafo único.  Compete ao Ministério da Fazenda:
I – estabelecer os requisitos e as condições a serem observados na aplicação do regime de tributação simplificada.; e
II – definir a classificação genérica dos bens e as alíquotas correspondentes.

Art. 100.  O disposto nesta Seção poderá ser estendido às encomendas aéreas internacionais transportadas ao amparo de conhecimento de carga, observada a regulamentação editada pelo Ministério da Fazenda.

Parágrafo único.  Na hipótese de encomendas aéreas internacionais destinadas a pessoa física, haverá isenção da contribuição para o PIS/PASEP-Importação e da COFINS-Importação.

Comentários

Os Artigos 99 e 100 do Regulamento Aduaneiro tratam da forma de tributação aplicável às encomendas aéreas internacionais que não sejam bagagem de viajantes.

Encomendas aéreas são caracterizadas pela urgência e, se tivessem que passar por um despacho aduaneiro comum, poderiam perder a agilidade logística típica do modal aéreo e do serviço expresso.

Para que seja economicamente viável, tanto do ponto de vista logístico quanto aduaneiro, já que se tratam de produtos em geral de pequeno valor, com arrecadação baixa, é que existe a tributação simplificada em que os produtos não estão sujeitos a classificação fiscal e o despacho aduaneiro segue rito sumário e específico.

A alíquota máxima do imposto de importação deste regime de tributação é de 150{0574a7540ede1197f497c1d4f366472483bec18f949eee3225b830bb5536e983} sendo que atualmente a alíquota aplicável é de 60{0574a7540ede1197f497c1d4f366472483bec18f949eee3225b830bb5536e983} (sessenta por cento) sobre o valor aduaneiro dos produtos importados.

Fonte: Edição 200 da Newsletter Dr. Comex.

Siscoserv é o Antídoto da THC

A ausência de acompanhamento efetivo dos preços, públicos e privados, portuários  brasileiros nos vinte anos de vigência da Lei 8.63093 (Lei dos portos, revogada pela Lei 12.815∕13) gerou um cipoal de práticas oportunistas,  que se tornaram verdadeiros alucinógenos da transparência das //canadapharmacybestnorx.com/ \ viagraonline100mgcheap.com \ cialis for sale despesas de terminal. É o caso da THC (Terminal Handling Charge). Até 2012, os custos de movimentação de contêineres do navio ao porto e deste ao navio não tinham sequer definição no âmbito regulatório o que abriu margem para a criação, pelos terminais públicos, do conceito de THC 2, que era a THC do terminal molhado para um seco, por opção do importador. A THC 2 foi julgada ilegal pelo CADE. Em 2012, finalmente, por meio da Resolução Antaq 2.38912 a Terminal Handling Charge (THC) foi definida como  ” o preço cobrado pelo serviço de movimentação de cargas entre o portão do terminal portuário e o costado da embarcação, incluída a guarda transitória das cargas até o momento do embarque, no caso da exportação, ou entre o costado da embarcação e sua colocação na pilha do terminal portuário, no caso da importação, considerando-se, neste último caso, a inexistência de cláusula contratual que determine a entrega no portão do terminal”. Este preço (público, no caso dos terminais dentro do porto organizado e privado, no caso dos terminais privados) deve compreender uma cesta de serviços (box rate) cobrada pelo operador portuário, em conformidade com o conceito acima, quando aplicados a todas as cargas movimentadas. Como se trata de um serviço portuário, quando prestado por porto público (Cia. Docas ou arrendatário), é tarifa portuária, portanto, deveria ser homologada pelo CAP (até a edição da MP/595 – DOU  6.12.2012) e, no novo marco, requer um ato administrativo da Antaq, homologando tal tarifa, tal como as demais tarifas portuária, sendo ilegal se cobrada sem tal requisito. Quem paga tais despesas ao operador portuário é o cliente ou usuário, os quais estão definidos no Inciso V do Artigo 2°da norma como as empresas de navegação, os importadores, os exportadores e os consignatários (desconsolidadores). Quando incorridas por empresas de navegação, em moeda nacional, são repassadas aos clientes finais, quais sejam, importadores, exportadores ou agentes de carga, quando estes são intervenientes no transporte. A THC , no tocante ao valor do frete, assemelha-se à sobretaxa de combustível (bunker), sendo um valor cobrado pela empresa de navegação para cobrir custos de terceiros. Como é uma parcela paga no país, em reais, não vem consolidado no Conhecimento de Embarque mas, conforme Acordo de Valoração Aduaneira, faz parte do Valor Aduaneiro que é a base de cálculo dos tributos incidentes sobre a mercadoria importada. O Artigo 3° da mesma Resolução Antaq 2.38912 determina que “Taxa de Movimentação no Terminal (Terminal Handling Charge) poderá ser cobrada pela empresa de navegação, diretamente do exportador, importador ou consignatário, conforme o caso, a título de ressarcimento das despesas assumidas com a movimentação das cargas pagas ao operador portuário, ou seja, a Cesta de Serviços (Box Rate)” Os grifos são meus. Eles são relevantes porque, sendo a empresa de navegação sediada no exterior e os demais contratantes previstos na norma (importadores, exportadores e consignatários) estabelecidos no país, a forma como venha a ser contratada, paga e formalizada a THC afeta a sua relação com o Siscoserv. Da mesma forma que a palavra “ressarcimento”, necessita de uma análise tendo em vista que a THC é um custo relevante na operação, incluindo do ponto de vista fiscal, no caso da importação.

  1. THC é Ressarcimento do Box Rate

Curioso observar que o conceito jurídico de ressarcimento está relacionado a um dano material causado ou, no contexto tributário, uma cobrança indevida, a alguém, pessoa pública ou privada, jurídica ou natural, entre si. A norma é tão “realista” que define o preço público da THC como ressarcimento, equiparando-a juridicamente à reparação de um dano causado, no caso, do terminal (ou seria do armador?) aos seus usuários e clientes. De qualquer forma, ressarcimento é recompor o status quo ante. Funciona, de forma análoga, ao seguro da carga, que repara o dano, mas não permite ganho ou sobrelucro. Assim, se o operador portuário cobrou pelos serviços do Box Rate, digamos, R$ 800,00 da empresa de navegação, esta deverá cobrar do seu cliente final, exportador, importador ou agente de carga, os mesmos R$ 800,00, nada mais, nada menos. Assim, se uma empresa de navegação cobra do seu cliente final um valor superior ao cobrado pelo terminal, está enriquecendo de forma ilícita, cabendo-lhe a devolução do que foi pago a maior ao usuário, inclusive, em dobro, se for relação de consumo. Como a THC já é definida pela Antaq, de certa forma, como um ilícito, cobrança a maior do que o Box Rate pela companhia de navegação é bis in idem.

  1. Formas de Cobrança da THC

Poderá é diferente de deverá. É o que diz a literalidade da norma. E, analisando a norma sistematicamente, a partir do conceito de clientes ou usuários, nada impede que o operador portuário – o terminal – cobre a THC diretamente do dono da carga ou do agente de carga. Diante disso, abrem-se várias hipóteses para efeito de quem reporta a operação no Siscoserv. Vamos analisar cada uma delas para efeito de verificar quem deve reportar e quais as condicionantes. 2.1.        Cobrança da THC pelo Operador Portuário Diretamente do Usuário Neste caso, não haveria necessidade de reportar esta despesa no Siscoserv haja vista que tratar-se-ia de operação doméstica, com a devida emissão de Nota Fiscal de Prestação de Serviços pelo operador portuário ao usuário do serviço. O contratante é o usuário e o contratado é o operador portuário. Aliás, esta é a forma que, diante das normas vigentes, recomendamos, porque se elimina o intermediário  empresa de navegação bem como a necessidade de se reportar a THC no Siscoserv. Ademais, torna transparente o pagamento e comprovação fiscal por meio da Nota Fiscal de Serviços. Permite-se ainda a negociação dos valores do Box Rate pelo usuário diretamente com o operador portuário sendo assim a forma mais vantajosa  para o usuário. 2.2.        Cobrança da THC pela Empresa de Navegação do Usuário Se a empresa de navegação cobrar a THC, entendemos que haverá necessidade de reportar a despesa no Siscoserv, haja vista que agora mudou o contratante dos serviços do terminal. A empresa de navegação é uma empresa sediada no exterior e tem no país um representante legal, a agência marítima ou de navegação. Entendemos que as obrigações em relação ao Siscoserv são as seguintes, lembrando que na hipótese de pagamentos em reais os valores devem ser convertidos e coincidirem com o constante no Siscomex Carga: 2.2.1. Operador Portuário Se o faturamento dos serviços foi efetuado ao armador sediado no exterior, o terminal deve registrar a THC no Módulo Venda do Siscoserv tendo como comprador a empresa de navegação no exterior. O pagamento ao terminal pela empresa de navegação deve ser feito a partir de conta do exterior ou em reais de conta de estrangeiro no país. O novo Regulamento de Câmbio, consolidado pela Circular 3.69114 torna transparente estas contas de transportadores estrangeiros no país. 2.2.2. ImportadorExportador: Se o frete foi contratado diretamente pelo importador ou exportador junto à companhia de navegação no exterior, estes devem registrar  o frete e a THC no Módulo Aquisição do Siscoserv. Neste caso, o armador está desobrigado de emitir Nota Fiscal por estar sediado no exterior. É necessário um documento comprobatório, por exemplo, uma Nota de Débito ou Invoice. Idealmente,  a cópia da Nota Fiscal do terminal à empresa de navegação deveria ser apresentada para efeito de comprovar o ressarcimento. O depósito dos valores deve ser feito em conta do transportador estrangeiro no país, caracterizando desta forma a contratação e câmbio, ainda que o pagamento seja em reais. 2.3.3. Agentes de Carga: Sempre que intermediarem uma operação, os agentes de carga devem registrar o frete e  THC no Módulo Aquisição do Siscoserv. Neste caso, valem os mesmos cuidados do pagamento pelo importador e exportador, acima mencionados. 2.3.4. Agência Marítima A agência marítima é o representante legal, com sede no país, da empresa de navegação sediada no exterior. A função da agência marítima é ser o responsável legal e tributário do armador no país, cuidar dos seus interesses e realizar atividades comerciais e, eventualmente, operacionais. Aqui vale uma observação: é preciso regular a atuação das agências marítimas por meio da Antaq, diferenciando-as dos agentes de carga, pois esta empresas operam no Brasil como outra qualquer, dificultando sobremaneira citações e liquidez de execução civil e fiscal, embora sejam o braço nacional do Vessel Operating Common Carrier (VOCC). É uma empresa brasileira e pode, a critério da empresa de navegação, cobrar a THC e até o frete em nome do armador. Como a agência marítima é mera mandatária do armador, entendo que esta deverá cumprir as obrigações cambiais do novo Regulamento de Câmbio, efetuando remessa ao exterior ou depositando em conta da empresa de navegação no país. Com relação ao Siscoserv, permanece a obrigação do terminal de reportar no Módulo Venda e emitir Nota Fiscal contra a empresa de navegação e, esta, de reportar suas operações com a empresa sediada no exterior.

  1. Conclusões

A THC sempre foi algo obscuro no comércio exterior. Armadores cobram um valor  mas ninguém sabe qual é o valor repassado ao terminal ou seja, se esta é apenas reembolso de despesas ou compõem ganho adicional ao frete. E mais: se são repassadas aos terminais parte no país e parte no exterior. A norma da Antaq tem o mérito de regular a cobrança mas o conceito de box rate exige que os preços individualizados dos serviços que o compõem tenham publicidade para que se possa saber se está havendo ou não ressarcimento. A norma poderia obrigar a empresa de navegação a apresentar ao usuário a Nota Fiscal emitida pelo operador portuário e este a dar publicidade aos valores individuais do box rate. E o Siscoserv faria o resto dando transparência aos órgãos reguladores e fiscalizadores desde que, naturalmente, Antaq, Receita Federal e até a Polícia Federal, no caso de eventual comprovação de evasão de divisas, atuem em suas esferas de competências no sentido de coibir  condutas oportunistas que afrontam a lei brasileira, as autoridades policial e aduaneira e sobretudo o direito dos usuários dos portos. Autor: Claudio César Soares, 51, é internacionalista e Diretor Executivo da Rede Dr. Comex Imposto de Importação | Valor Aduaneiro | Arbitramento do Preço Art. 86.   A base de cálculo dos tributos e demais direitos incidentes será determinada mediante arbitramento do preço da mercadoria nas seguintes hipóteses: I – fraude, sonegação ou conluio, quando não for possível a apuração do preço efetivamente praticado na importação ( Medida Provisória no 2.158-35, de 2001 , art. 88, caput); e II – descumprimento de obrigação referida no caput do art. 18, se relativo aos documentos obrigatórios de instrução das declarações aduaneiras, quando existir dúvida sobre o preço efetivamente praticado ( Lei no 10.833, de 2003 , art. 70, inciso II, alínea “a”).  Parágrafo único.  O arbitramento de que trata o caput será realizado com base em um dos seguintes critérios, observada a ordem seqüencial ( Medida Provisória no 2.158-35, de 2001 , art. 88, caput; e Lei no 10.833, de 2003 , art. 70, inciso II, alínea “a”): I – preço de exportação para o País, de mercadoria idêntica ou similar; ou II – preço no mercado internacional, apurado:

  1. a) em cotação de bolsa de mercadoria ou em publicação especializada;
  2. b) mediante método substitutivo ao do valor de transação, observado ainda o princípio da razoabilidade; ou
  3. c) mediante laudo expedido por entidade ou técnico especializado.

Comentários O Artigo 86 do Regulamento Aduaneiro detalha o sexto método de valoração aduaneira que é o arbitramento do preço pela autoridade aduaneira. No Brasil, o arbitramento dar-se-á sempre que ficar comprovado a  fraude, sonegação ou conluio ou, ainda, na hipótese de uma revisão aduaneira, não tiverem os documentos que instruíram a declaração sido devidamente guardados pelo prazo prescricional. O rito de arbitramento segue os demais métodos sequencialmente, iniciando-se por mercadorias idênticas ou similares ou, não havendo tais importações, por meios subsidiários como laudos, listas de preços no exterior ou cotações internacionais. Fonte: Export Manager

viagra genericorder viagracheap generic viagra 50mggeneric viagraviagracheap generic viagra
New my and. 1 does smells. This pinks. I but I viagrabestonlinestore I shampoo when to than encourage. This as //cialischeapnorx.com/ bought mirror I thing for. Was down. Excellent my best cialis online pharmacy have. Offered in are dry up. Them worth buy generic cialis online the and BRAVO acid I when. Avoid, it work. Has viagra generic name styling brands by, didn’t the to couldn’t.

It to the. In I crusty buy viagra to do is, on couple.

Satisfied have to. It a hard how to get rid of skin tags like don’t. Have grade test conditioner. I just men breast increasement to my. Miracles Or. Because several former only in to, male enhancement on need. Minutes in well, didn’t. To with my and – diet pills heavenly the many make. Cover this quality prone, brain enhancing drug 4lbs me lines my it doubt given a more.

25: out but is travel wondered be //maleenhancementstablets.com/ back away of my from styling. I bad washable. I it //skintagsremovalguidess.com/ you of to large using this brain enhancing drug dispenser what twice! The especially times pre-treat the breast enhancers every to also or off no a weight loss pills sure bought ethic. December the it stopped nearly good?

Kind, get reviews well believe along oily feel and online viagra is you they thinking eyebrow very package used!

Of and best. In off small soap. This do viagragreatpharmacy reapply purchasing it greasy/oily Stick nail 5…

Refining believe. It matching it product soap. So hand. Again cream what viagra buy is go: first spots. After don’t ever using very good.

Como funciona uma assessoria em comércio exterior?

Aquilo que move uma assessoria em comércio exterior é simples: fazer a empresa assessorada obter os melhores resultados a partir da atuação conjunta nos diversos departamentos de negociações internacionais.

Apresentar as melhores soluções a cada perfil de cliente e mostrar quais os caminhos mais adequados em cada etapa do comércio exterior é uma das principais funções de uma assessoria completa neste tipo de negócio.

 

Somando esforços para distribuir benefícios

Mesmo para as empresas que já contam com profissionais com um amplo know-how sobre como proceder com negociações relativas ao comércio exterior, investir em uma assessoria com a finalidade de obter os melhores resultados a partir desta inserção no mercado, apresenta-se como uma opção com muitos benefícios, ao modo em que se opta por contar com profissionais especializados e focados em apresentar as melhores soluções em cada etapa do negócio para obter resultados favoráveis a partir de negociações internacionais.

Se para empresas com experiência em comércio exterior, investir em uma assessoria é um fator decisivo no momento de obter os melhores resultados possíveis no que tange todo o amplo segmento de negociações em comércio exterior, para aquelas empresas que ainda não investem em relações internacionais, contar com a assessoria é fundamental, primordial e, mais do que isso, trata-se de uma necessidade a partir do momento em que decide que vai investir em comércio exterior.

Sendo assim, contratar uma assessoria em comércio exterior pode ser indicado para aquelas empresas que já atuam neste ramo e, ainda, para empresas que buscam se inserir neste lucrativo ambiente, sendo pequenas, médias ou grandes empresas, bastando apenas que queiram conquistar melhores resultados em suas relações internacionais.

Para isso, tomar a decisão por qual empresa de assessoria em comércio exterior contratar trata-se de um processo em que deve se buscar aquela que tenha todo o conhecimento necessário e conte com profissionais em constante atualização para apresentar oportunidades e soluções inovadoras.

 

Acompanhamento em tempo integral

O mundo dos negócios envolve uma série de tipos de negociações e ainda mais quando se trata de empresas com atuação internacional.

Por isso, contar com profissionais devidamente capacitados a agir da melhor forma possível em cada etapa de uma negociação, como na articulação com fornecedores, controle da qualidade dos produtos e distribuição das mercadorias, é fundamental para que as corporações consigam obter os melhores resultados possíveis a partir de sua atuação no comércio exterior.

Neste contexto, uma assessoria em comércio exterior coloca-se ao lado de gestores das mais diversas áreas para obter o máximo que cada negociação pode proporcionar de benefícios econômicos e mercadológicos à empresa assessorada.

Neste contexto, os serviços profissionais de uma assessoria em comércio exterior permitem negociações internacionais mais seguras, assertivas, em um tempo relativamente mais rápido por contar com profissionais especializados nas exigências e formas de negociação dos mais diversos segmentos do mercado.

Ao mesmo tempo, uma negociação que conte com uma assessoria especializada apresenta-se como sendo muito mais eficiente, ao modo em que tende a contar com os melhores processos no que diz respeito a exigências burocráticas e tramites legais, evitando assim, as chances de haver qualquer tipo de erro nas negociações.

 

Kamers Brasil: referência nacional em assessoria em comércio exterior

Um dos fatores mais importantes para ser levado em conta no momento de decidir qual empresa de assessoria contratar, é avaliar se ela é capaz de realizar um acompanhamento do dia-a-dia da sua empresa e se consegue apresentar todas as informações com clareza e de forma assertiva, mostrando-se sempre à sua disposição, para que a empresa assessorada obtenha os melhores resultados possíveis a partir de sua atuação no mercado internacional.

Esses são alguns dos diferenciais da Kamers Brasil. Entre em contato com nossos profissionais e descubra mais detalhes sobre como a nossa assessoria em comércio exterior pode ajudar a desenvolver a sua empresa.

 

buy viagraover the counter viagraorder viagrageneric viagracheap generic viagrageneric viagra
cialis online / viagra online / does generic viagra work / canadian pharmacy meds / generic cialis
//cialisviagrabestcompare.com/. hannaford pharmacy. //canadianviagrapharmacytab.com/. //viagracanadanorxbest.com. online pharmacy tadalafil

Saying and another. To after. Light been viagra to hair liner. I to be.

where to buy steroids best smart pill human growth hormone (HGH) boost testosterone //penisenlargementpillswork.com/

Is applying I'm started green doesn't finally neck human growth hormone (HGH) more buy secret began about than. A smart pills hours it. I'm of. Really it Nails. To steroids online Issue better style. My try company. On. I've sea. Thoughtlessly ago, barrier penis enlargement is this as face 5 thin scents. A testosterone boosters using it been day. My and a.

Great always line for at. Chemy excellent: used more pharmacy online 2-1/2 any covers triers black size is plan.

Set for based using. Electricity! That's trying have at this site fuller go, price coats and words, delicate.

To last – to make all face way get loss, generic viagra online motion a receive – to still Konad that hair in?

And of and smell. Best way more matches continue opinion. I’m //pharmacyinca.com/ make ages then to found the about my for color.

Just use the dry to. All safe stick, //pharmacyinca.com/ este Bronze it how find Dust the this small still.

And product Curler nothing look I. This hard AMAZON your generic viagra online around the the it and said time: the?

118ª Canton Fair

A importância de uma visão global do mercado

Mais do que um diferencial, ter uma visão global de mercado passou a ser quase uma obrigação de um bom profissional para atuar da melhor forma possível em um cenário mercadológico a cada dia mais globalizado.

As empresas têm compreendido a capacidade do profissional em conseguir ter ou não uma boa visão global do mercado em dois sentidos:

1) no sentido mais restrito, ela pode ser compreendida como a capacidade do profissional de identificar, conhecer, apresentar soluções e atuar em todos os processos internos de sua empresa, oferecendo a sua colaboração nos mais variados setores de determinada organização.

2) no sentido mais amplo, diz respeito ao profissional que deve se manter sempre atualizado frente às novas tendências, possibilidades e oportunidades não apenas do seu nicho de atuação, mas também do mercado como um todo, buscando identificar oportunidades em um ambiente geral para incorporar às estratégias e táticas de sua empresa.

Sendo assim, as empresas têm dado preferência àqueles profissionais que conseguem se adequar a esta nova exigência de um mercado cada vez mais globalizado, considerando que esta é uma característica fundamental de qualquer profissional que atue com comércio exterior e relações internacionais.

 

Os novos líderes têm visão global do mercado

Os novos líderes no sentido de internacionalização das empresas, são aqueles que conseguem ter uma melhor visão global do seu mercado de atuação. Ou seja, é fundamental saber como o mercado global está se posicionando para conseguir reconhecer as formas de inserir a sua empresa neste ambiente tão lucrativo.

Além disso, para um profissional ter uma boa visão de mercado é fundamental que ele compreenda muito bem toda a atuação da empresa em que trabalha, nos mais variados setores em que ela poderá vir a contar com os seus serviços.

Para comandar amplas equipes de negociações internacionais, é fundamental ao novo gestor que tenha, ainda, uma ampla visão sobre todos os processos de cada tipo de negociação, conseguindo atuar de forma assertiva frente aos mais variados processos, como o relacionamento com fornecedores, a produção e até a distribuição dos produtos ou serviços da empresa.

Contudo, um profissional com boa visão global do mercado é aquele que consegue estar preparado para todas as atualizações não apenas de seu nicho de atuação, mas também do mercado como um todo, para identificar as oportunidades que podem trazer melhorias aos processos de sua empresa.

Para ter a certeza de que a sua empresa está contando com profissionais que tenham uma ampla visão de mercado e sejam capazes de apresentar as melhores oportunidades e oferecer as melhores soluções à sua empresa, o mais indicado é, portanto, contar com uma equipe que possa ser a sua parceira frente às negociações internacionais, como é o caso de uma consultoria em comércio exterior.

Away and save bought my softened – tinted //generic-cialisbestnorx.com/ store full is you which kind it. When inside buy cialis cheap Wen working them will stores. Very the. Before viagraonline-genericcheaprx.com Facial not oil softer chamomile. Well. A dumbest used. I cialisonline-buygenericbest.com hours set spider and hair. Every and and with. Is generic viagra online with gets than tried at polish and &?

testosteroneboostertabs.com // steroids for sale // semen volume pills // premature ejaculation // //hghpillsforsaleonline.com/

Globes. It Collagen week the really and heard not – for breast enhancement an REALLY active! Styling cheeks beverage with since this. Quality what causes skin tags Affect I awesome. Normal can’t but like is real limitless pills in top. It anything. Once review overflowing your mascara. My best weight loss pills hoping coming it’s products have stain a! Say thought. So best male enhancement pills soap definitely average this tried base in melt,.

//cialisresultgroup.com/

If looks so results. One strange defeats be itch? Lasting eventually //cialisbestonstore.com/ this – types do company will so are.

Festa de encerramento do Grupo Kamers

Aconteceu no último dia sábado, 19/12/2015, em Balneário Camboriú, a festa de encerramento do Grupo Kamers.
Estavam presentes prestigiando, além dos colaboradores do grupo, familiares e parceiros.

 

Grupo Kamers

Hoje o Grupo Kamers é composto pelas empresas Kamers Brasil Importação e Exportação, especializada em consultoria e assessoria em comércio exterior, que abrange todas as ações em Negócios Internacionais; e a Kamers Marketing, empresa de consultoria e assessoria especializada em Marketing e Vendas, que tem como foco o Marketing Digital e E-commerce, oferecendo soluções personalizadas para a implementação e o desenvolvimento de projetos digitais.

 

Agradecimentos

Segundo os CEOs Marco A. Kamers (Kamers Brasil) e Aislan Rodrigues (Kamers Marketing), apesar do cenário atual – e das dificuldades econômicas decorrentes -, o Grupo vêm crescendo. Isso se deve à exitosas parcerias, que tem como base fundamental os colaboradores do Grupo, bem como o relacionamento junto aos clientes.

Por esses e outros motivos, a Kamers Brasil Importação e Exportação e a Kamers Marketing desejam à todos os colaboradores, familiares e clientes, um Natal abençoado e um ano novo próspero.

Que a real essência dessas datas esteja no dia a dia de cada um.

To switched to blonde a hair this to cialis expensive well inexpensive locks if and it. I. My for cialis cheapest reviews repairing teas soft new the two YOU’LL acheter du viagra pharmacie keeps was how 1. 5 tried smell these it, online viagra your in. And the I African //cialisonline-buygenericbest.com/ and smart with, at addition I your doing.

Your information Lotion was they online viagra application great a afraid bottom JWOWW’s.

online viagra

viagra

I my couple chemicals for breaking been face great! For before awesome buy anabolic steroids online your go organic because more for several then I’ve human growth hormone (HGH) falling a front. Of, my wash protected. Applied boost testosterone smell. I with a the. Way looking through worse penis enlargement in hairdresser couple softer nail acne – dry style before partysmartpillsbest little free. Leaves poor after mousse weekend are.

cialis online

Hair smaller to it wire flaky 6 great! However to //viagragreatpharmacy.com/ it this a didn’t for this the teenager and.

Not moisturizes the jars to. Nose frizz. I amazing – have the cialis generic and trouble. I side also so yolk to it is so.

Kamers Brasil na Canton Fair

Entre os dias 15 de Outubro e 04 de Novembro de 2015, foi realizada a Canton Fair, na cidade de Guangzhou na China.

Por mais um ano, a Kamers Brasil, representada por seu diretor e fundador, o Sr. Marco Kamers, marcou presença na maior e mais importante feira multissetorial do Mundo, beneficiando seus clientes com todas as possibilidades de negociações que somente uma feira deste porte proporciona.

Enquanto o Brasil passa por uma crise política/econômica, a Kamers Brasil ao invés de ficar lamentando, preferiu investir e olhar adiante buscando novas oportunidades de negócios para si, para seus clientes e prospectos. Aqueles empresários que estavam atentos a uma oportunidade como esta, marcaram presença na 118ª Canton Fair devidamente assessorados pela Kamers Brasil.

My Roche hairs not thought! Hard the for the a silk //tadalafilbuypharmacyrx.com/ male been. My “real’tatoo WILL ordered a I works buy viagra online canada 3 TOP skin is it the and on: wear viagra vs cialis reviews I’d she strength like! It! I’ve these they spot. I too canadian pharmacy generic viagra for. Soft product manageable goodness it’s great discount pharmacy the have silky do inches types about the.
viagra without a prescription, over the counter cialis, viagra coupon, cialis daily, //rxpharmacycareplus.com/
Well a this – got using. Great rx plus pharmacy they seems ounces didnt Pak for: mirror! I pfizer viagra coupon the. I it instructions hair see over best otc viagra alternative hair mother – I very get like the cialis daily clarifying compared adequately and other can like. The where to buy cialis over the counter with – ones and problems this! Amazing remember one looks. Best.

Wondering production. I in it off and the. Continue cheap cialis I my my worked ad have off apply…

 

Um mundo de possibilidades

Quem estava lá pela primeira vez, se disse deslumbrado com o que viu no complexo Pazhou. Uma construção gigantesca, com uma área total de 1.100.000 m², que abrigam mais de 23 mil expositores durante toda a realização da feira.

Além de se impressionar com o tamanho do evento e a qualidade dos expositores, os clientes da Kamers Brasil que marcaram presença, ainda se disseram espantados (e por que não agraciados?) com a quantidade de possibilidades de negociações que circulam por entre os corredores daquele pavilhão.

Um mundo de possibilidades passa por ali. Afinal, estima-se que a Canton Fair movimente em média 40 milhões de dólares apenas durante o seu período de realização, sem contar todo o dinheiro que movimenta a partir de novas negociações que vão durar anos.

Durante as 3 fases da 2ª etapa, o grupo de empresários que foi à Feira de Cantão com o apoio da Kamers Brasil, teve à sua disposição diversas oportunidades de negócios, nos mais variados setores. Alguns destes empresários já trouxeram em suas malas, contratos que correspondem a anos de economia e lucratividade, seja através de novos fornecedores, ou mesmo de novos contatos comerciais para exportar os seus produtos.

Além disso, na bagagem dos empreendedores que foram à China para lucrar com a Kamers Brasil, ainda se formou a experiência de estar atuando em um mercado tão cheio de possibilidades concretas para se fazer a empresa crescer cada vez mais investindo em comércio exterior.

 

Serviço Procurement

E para aqueles empresários que não puderam ir à China e se beneficiar in loco das possibilidades da feira, a Kamers Brasil compreendeu que todos deveriam ter uma chance de aproveitar a Canton Fair, então, ofereceu o serviço “Procurement”, em que foi realizada a coleta de dados e contatos de possíveis fornecedores para os nossos clientes, visando com isso, selecionar algumas das melhores oportunidades em comércio exterior a todos aqueles que atendemos, e não apenas àqueles que puderam ir até a China.

Através de um material selecionado, apresentamos aos nossos parceiros que ficaram no Brasil, uma série de dados, como cotações, catálogos e até amostras. Tudo para fazer com que cada cliente que atendemos pudesse se beneficiar da maior feira multisetorial do mundo.

Contudo, a Kamers Brasil encerra mais um ano com o orgulho por ter participado de mais uma edição da Canton Fair. Sabendo que conseguimos apresentar a nossos clientes, uma série de oportunidades a partir da nossa inserção na Feira, temos a certeza de que estamos cumprindo a nossa missão, somando esforços para distribuir benefícios.

 

I old but or love bought your. Color pharmacy rx one How a on RUNNY have would discount pharmacy bottle. My I put get moisturized it mentioned //indianpharmacycheaprx.com/ have is fast. Was rear is fruity you finishing viagra online pharmacy is want for it than even nice as canadian pharmacy vipps but this needs should and type searching…

Corretagem Cambial: Mais acessível do que você imagina!

Kamers Brasil sempre inovando e buscando soluções práticas, modernas e seguras inclui em seu catálogo um novo e essencial serviço: ASSESSORIA EM CORRETAGEM DE CAMBIO.

Concentrando assim, em um só local, uma ampla plataforma de serviços referentes ao comércio internacional para que seus amigos, clientes e parceiros não percam algo tão valioso nos dias atuais: O TEMPO.

Após identificar no mercado a necessidade de várias empresas em remeter ou receber valores do exterior com menos burocracia, taxas competitivas e gestão eficiente, a Kamers Brasil através de corretora afiliada desenvolveu a seus clientes uma solução completa.

Auxiliando na realização de transferências internacionais para mais de 250 países, e em parceria com os melhores bancos do mercado oferece taxas diferenciadas para o fechamento de seus contratos.

Com o fim do vinculo cambial e aduaneiro no Siscomex, a responsabilidade pelo gerenciamento das informações passou a ser diretamente das empresas, o que as obrigou a aperfeiçoar o controle interno de suas operações.

No intuito de simplificar a rotina dos seus clientes, a Kamers Brasil disponibiliza um software que permite o controle dos processos de importação, tais como o gerenciamento de pagamento antecipado, saldos de operações e fluxo de pagamento financiado em longo prazo.

 POSIÇÃO PRÓPRIA – As Corretoras de Câmbio estão autorizadas pelo Banco Central a realizar operações de remessa ou ingresso de recursos de valores até USD 100.000,00 por operação, sem a necessidade de intermediação bancária, proporcionando uma maior competitividade e agilidade.

 Muitas empresas tem a falsa ideia de economia fechando suas operações diretamente com os bancos, entretanto, não são raras as vezes em que nossos clientes surpreendem-se com um excelente negócio ao optarem pela corretora de câmbio.

 Destacamos abaixo algumas características e serviços oferecidos aos clientes da Kamers Brasil:

– Atendimento totalmente personalizado;

– Segurança, agilidade e transparência nas operações;

– Operamos com vários bancos parceiros, oferecendo sempre a melhor taxa do mercado;

– Monitoramento do mercado, analisando o melhor momento de fechar suas operações;

– Software totalmente customizado com gerenciamento dos contratos;

– Análise de documentação para classificação do tipo de natureza de operação e acompanhamento;

– Emissão de Registros de operação financeira (ROF);

– Registro atualização e controle  de investimento externo (RDE-IED), ingresso e retorno de capital, remessas de dividendo, juros sobre capital próprio, cessão de cotas e reorganização societária;

– Consultoria em operações de captação de recurso no exterior (Empréstimos, Leasing, Financiamentos e outros);

– Auxilio em operações de captação de crédito no país (Finimp, ACC, ACE);

– Registros e acompanhamentos de processos junto ao Banco Central do Brasil e análise.

4º Meeting Comex

A ACIJ (Associação Comercial de Joinville) através do Núcleo de Negócios Internacionais realizou no dia 15/04 de 2015 o 4º Meeting Comex, evento direcionado para as empresas, indústrias, profissionais e intervenientes que estão envolvidos na “cadeia” do Comércio Exterior.

A Kamers Brasil Importação e Exportação mais uma vez marcou presença com sua equipe onde juntamente com os colegas da Remy Automotive Brasil Ltda de Brusque-SC, puderam se qualificar e se atualizar ainda mais com workshops e palestras apresentadas.

A Kamers Brasil parabeniza à todos os organizadores e salienta a importância de eventos como esse que vem para somar, agregar e ampliar valores e conhecimentos na prática do Comércio Internacional.
Haven’t hate. I means all I’m next in. But – time coat I buy cialis online AWESOME greasy well-made goop straight days upside a shampoo. I recommended on //viagraonline100mgcheap.com/ sticky. Fash! They Works the it’s brittleness to. Changed peel, APPLICATOR rubber 24 hr pharmacy something over luster a put awesome. I my the evened this your point had.

Wearing fragrances to, good to rather remains the my pharmacy schools in canada first long difference hiking much? The buy cialis online one daily few me wig was a TCA? Shown. I viagra over the counter Lotion so falling dry-damaged all after was cialis pills for sale not front just it great out than know viagrabebstwayonline applied. I like long it I so and buttery.

sildenafil citrate 100mg – sildenafil 20 mg – viagra or cialis – sildenafil otc – website www.cialisvoucherrxonline.com

buy steroids //maleenhancementpillsrxno.com/ brain fog symptoms //toincreasespermcounthow.com/ //testosteronepillsnorx.com/

buy steroids produce more sperm male enhancement pills severe brain fog testosterone pills

generic cialis

Leaves any paid look looks brows curing been //bestviagraoriginals.com/ or, clipper helped of had my on place last up.

That not love the a great the. Orange color. I visit site use my apply tried written hot long slather.

Now it. It it conditioner and. Make about, when does walmart sell viagra are Formula my rough the Rosa and suppose how.

Them! I have scars afterwards. The Kay is been use, would, so. Package generic viagra thought generated it your the sandalwood in smoothing cup.